Spikes i store Bitcoin-transaksjoner Foreslår institusjonell akkumulering

En ny rapport viser stigninger i antall store Bitcoin-transaksjoner i år.
Det er bevis som tyder på økt kjøp blant institusjonelle investorer.
Allerede i år har to massive navn i finansverdenen innrømmet å ha BTC som en sikring mot inflasjon.

Kjededata viser at de største aktørene i Bitcoin-markedet ble mer aktive etter prisulykken i mars 2020 så vel som i perioder med priskonsolidering i sommer. Dette kan antyde et mønster av akkumulering av ‚hvaler‘ og / eller institusjoner.

Alle som har fulgt kryptovalutaområdet de siste årene, vil mest sannsynlig være kjent med ærbødigheten industrien har for den institusjonelle investoren. Den populære troen er at når planetens største pengeforvaltere kommer inn på kryptovalutamarkedet, vil kjøpepresset de skaper raskt øke prisene på digitale eiendeler over hele linja.

Allerede i år har en rekke høyprofilerte interesser innrømmet å ha Bitcoin som en sikring mot inflasjon. Blant dem er den legendariske hedgefondssjefen Paul Tudor Jones og det NASDAQ-noterte forretningsanalysefirmaet Microstrategy.

Akkumulerer institusjoner virkelig Bitcoin?

En fersk rapport fra OKEx Insights, ved bruk av on-chain data levert av Catallact, analyserte de største Bitcoin-transaksjonene for å trekke konklusjoner om institusjonell BTC-markedsaktivitet. Spesielt to store toppene i antall store transaksjoner fører til at forfatterne konkluderer med at institusjonelle investorer sannsynligvis kan akkumulere Bitcoin.

Rapporten observerer at de minste detaljhandelstransaksjonene (0 til 1 BTC), sporer Bitcoins pris løst – når Bitcoin pumper, skjer det flere detaljhandelstransaksjoner.

Omvendt, i tilfeller av bratte fall à la mars 2020, var det en nedgang i antall små transaksjoner. Rapporten antyder at privatinvestorer benyttet seg av en ‚vent-og-se-tilnærming‘ da BTC krasjet etter den globale markedsnedgangen som ble forårsaket av utbruddet av COVID-19-pandemien. Et lignende mønster dukket opp da BTC-prisene kom tilbake til $ 10.000-nivået rundt den tredje halveringen.

Når du analyserer større Bitcoin-transaksjoner, dukker det opp et annet mønster. Samtidig med marsulykken, ble transaksjoner på 100-1000 BTC plutselig spiket. En lignende økning skjedde også i antall transaksjoner mellom 1000-5000 BTC.

Hovedtyngden av disse store transaksjonene skjedde rundt tidspunktet for den siste halveringen i mai. Siden den gang har det vært en gradvis oppadgående trend i tallene.

Til slutt, mens transaksjoner på 5.000-10.000 BTC ikke så den samme økningen rundt marsulykken, har det vært mange økninger i aktiviteten mellom midten av mai og midten av juli.

OKEx Insights erkjenner at dataene ikke er perfekte. Det tar ikke hensyn til transaksjonens art (kjøp eller salg), om den største av disse transaksjonene bare er å bytte penger mellom lommebøker, eller om de virkelig er institusjonelle aktører. Det tar heller ikke hensyn til data etter begynnelsen av august 2020.

On-Chain Data støtter ekstern utvikling

Med de ovennevnte advarslene er OKEx-rapporten nøye med å merke seg at konklusjonene bare er spekulative. Imidlertid presenterer det saken at toppene i de største transaksjonene faktisk kan være bevis på institusjonell akkumulering.

Dette vil støtte nylige kunngjøringer fra slike som Paul Tudor Jones og MicroStrategy. Begge erklærte offentlig at de akkumulerte Bitcoin tidligere i år som en sikring mot oppblåsende fiat-valutaer.

Coronavirus stimulans innsats har resultert i den mest produktive etableringen av fiat valutaer som verden noensinne har sett. Dette raskt økende tilbudet vil helt sikkert skape press på kjøpekraften til statlige valutaer.

Jones fortalte leserne av nyhetsbrevet sitt i mai at Bitcoin representerte fødselen av en ny verdibutikk. Sammenlignet eiendelen med gull, innrømmet han at han hadde en til to prosent av sin nettoverdi i BTC.

Senere, i august, rapporterte BeInCrypto om Microstrategys Bitcoin-kjøp på 250 millioner dollar. I likhet med Jones, trakk selskapets administrerende direktør Michael J Saylor paralleller til gull når han forklarte beslutningen om å tildele kapital til BTC.

Não importa o caso do touro, o Bitcoin ainda é um veneno para ratos

As moedas criptográficas são apenas jogos de azar especulativos

O preço do bitcoin aumentou 57,2% no ano até 2020. Este movimento de alta tem incentivado os touros de Bitcoin Profit que dizem que a moeda criptográfica é uma excelente reserva de valor para os investidores preocupados com a inflação.

Na realidade, a tese do urso de moeda criptográfica está viva e bem viva. Bitcoin e fundos como o Grayscale Bitcoin Trust (OTC:GBTC) não são investimentos seguros. As transações em moeda criptográfica estão longe das transações anônimas e sem risco que são anunciadas como sendo.

O Bitcoin é uma péssima reserva de valor e um investimento igualmente terrível a longo prazo. E quanto mais o bitcoin se tornar mainstream, mais os governos mais poderosos do mundo tornarão sua missão minar a moeda criptográfica.

Por que estou me mantendo longe da Bitcoin

Há três razões principais pelas quais estou me mantendo longe do bitcoin. Primeiro, eu não preciso dela como opção de pagamento. Para a maioria das pessoas que fazem transações legais, cartões de crédito ou aplicativos de pagamento como PayPal (NASDAQ:PYPL) e o Square (NYSE:SQ) Cash App fazem os pagamentos digitais uma brisa.

Os bois Bitcoin adoram a descentralização da moeda criptográfica. Mas o fato de não haver ninguém policiando as transações de bitcoin significa que há pouco recurso para fraudes ou roubos. Se alguém fizer uma transação fraudulenta com meu cartão de crédito, eu contato meu banco e as cobranças são canceladas. Se alguém fizer uma transação fraudulenta com o bitcoin? Azar.

Há esta percepção lá fora de que a moeda criptográfica é segura porque a tecnologia de cadeia de bloqueio é segura. O sistema de cadeia de bloqueios pode ser seguro. Mas isso está longe de ser uma transação e armazenamento de moedas criptográficas seguros. Na verdade, mais de US$ 4,5 bilhões em moeda criptográfica foram roubados via hacking ou fraude em 2019.

Em segundo lugar, o bitcoin é uma péssima reserva de valor. Há uma diferença entre um ativo que gera altos retornos de mercado a curto prazo e um ativo que é uma forte reserva de valor. Claro, o preço do bitcoin aumentou 57% este ano. Em 2019 subiu 89% e em 2017 caiu 69%.

A questão é que é extremamente volátil. A volatilidade é grande para um comerciante de um dia, mas poucas pessoas razoáveis trocariam suas economias de vida de dólares para bitcoin se essas economias pudessem potencialmente valer 69% menos apenas 12 meses depois. Quando se trata de poupança ou aposentadoria, a maioria das pessoas não está procurando apostar.

Maior Teoria do Bobo

Finalmente, se o bitcoin não é uma reserva de valor, o que é? Em sua essência, a resposta é que se trata de um monte de código. Ele não tem valor intrínseco. Não tem nenhuma utilidade única. Em essência, qualquer pessoa que compra bitcoin está comprando-a por uma única razão.

Eles estão comprando-a na esperança de que em algum momento no futuro, seja uma semana, um ano ou 30 anos depois, eles poderão vendê-la a outra pessoa por um preço mais alto.

Há um nome para esse tipo de investimento que é freqüentemente usado para explicar esquemas de bombeamento e despejo relacionados a estoques de centavos. É chamada de Teoria da Grande Tola. Em essência, a teoria afirma que ao comprar algo sem valor, você está essencialmente agindo como um tolo. mas a esperança é que em algum momento no futuro você será capaz de vender o bem a um tolo maior a um preço mais alto.

Como regra geral, eu tento não fazer investimentos tolos, mesmo que eu acredite que existem tolos ainda maiores por aí.

„Veneno de Rato Quadriculado“.

Talvez o melhor argumento que eu possa apresentar contra o bitcoin seja quantos dos investidores e líderes empresariais mais inteligentes e bem-sucedidos acham que se trata de um investimento horrível.

Bill Harris, CEO fundador da PayPal, uma vez chamou o bitcoin de „o maior esquema da história“.

„O bitcoin é um esquema. Na minha opinião, é um esquema colossal de bombeamento e despejo, como o mundo nunca viu“, disse Harris.

Os jovens investidores adoram Tesla (NASDAQ:TSLA) CEO Elon Musk. Musk disse certa vez que sua posição sobre as moedas criptográficas „irrita as pessoas criptográficas“.

„Para que ocorram transações ilegais, o dinheiro também deve ser usado para transações legais. Você precisa de uma ponte entre o ilegal e o ilegal. É aí que entra a criptocracia“, disse Musk.

Em outras palavras, o bitcoin tem muita utilidade… quando se trata de lavagem ilegal de dinheiro.

Mas, de longe, a melhor cotação vem do icônico investidor de Wall Street Warren Buffett, que famoso chamou o bitcoin de „veneno de rato ao quadrado“.

„As moedas criptográficas basicamente não têm valor… Você não pode fazer nada com ela, exceto vendê-la para outra pessoa“, disse Buffett no início de 2020.

Eu concordo com Buffett. Bitcoin é um conceito legal, e a tecnologia da cadeia de bloqueio é uma idéia revolucionária. Mas o bitcoin é uma péssima reserva de valor.

A pessoa comum não tem nenhuma utilidade para ela em transações legais, do dia-a-dia. E está mais próxima de um esquema do que de um investimento viável a longo prazo, razão pela qual a Comissão de Valores Mobiliários e Câmbio tem repetidamente rejeitado ETFs de bitcoin como investimentos seguros.

Wayne Duggan tem sido um contribuinte do U.S. News & World Report Investing desde 2016 e é redator da equipe em Benzinga, onde já escreveu mais de 7.000 artigos. O Sr. Duggan é autor do livro „Beating Wall Street With Common Sense“, que se concentra em investir psicologia e estratégias práticas para superar o mercado de ações. A partir deste escrito, Wayne Duggan não ocupa uma posição em nenhum dos títulos acima mencionados.

Quer saber quais ações sobem durante uma crise?

Pode ser a história de sucesso de 2020…

Um ex-colhedor secreto de ações para CEOs e bilionários de Wall Street vai a público com um grupo de ações à beira de uma repentina e poderosa reviravolta.

Ouçam bem, porque ele já fez isso antes… e estava certo também na época.